2 de mar de 2015

APRENDENDO A SER AMIGA DOS FILHOS


Hoje vamos falar sobre amizade e de sua importância para um relacionamento saudável e feliz. A palavra amizade originou-se da palavra amigo. Para ter uma amizade que seja boa para nossas vidas, precisamos ser amigas primeiramente e encontrarmos do outro lado alguém que da mesma forma, nos acrescente, some, cuide, aconselhe, que seja uma alguém com quem temos vontade de compartilhar as coisas mais simples de nossas vidas. São as expectativas que normalmente temos ao pensar em amizade, não é mesmo? 

Acredito que não existe melhor exemplo de amizade do que a vida do Senhor Jesus. Quando aqui esteve para cumprir o plano de Deus, a sua fama corria, haviam os que admiravam por seus poderosos feitos e haviam muitos que o odiavam, que o invejavam tramando sua morte. É tão maravilhoso observarmos que o Senhor Jesus não se relacionava com as pessoas através das emoções naturais do ser humano. Ele conseguia ver o melhor nas pessoas, acreditava nelas, fazia com que despertassem sobre seus erros sem acusá-las, oferecendo perdão para que mudassem. Ele se mantinha sempre perto das pessoas, mas mantinha a sua privacidade, estabelecendo os momentos de estar a sós com seu Pai. Seu amor pelas pessoas revelava o melhor delas.  E quanto Ele se deu por cadaum de nós, quanto fez e faz, quanto perdoou e perdoa...  

Ele conquistou as pessoas como Salvador, como Senhor, como o Fiel Amigo, mas em seu momento mais difícil e de extremo sacrifício, a grande maioria das pessoas que desfrutavam de sua amizade não estiveram com Ele. Mesmo assim, Ele se fez Amigo delas oferecendo Sua vida para as salvar.

Nós mães, amamos tanto aos nossos filhos, somos capazes de fazer muitas coisas para ajudá-los, para salvá-los. Porém, quando falamos em amizade sob o ponto de vista de nossos filhos, temos realmente sido suas amigas? 

Somos alguém com quem nossos filhos desejam compartilhar suas vidas, seus momentos? 
Sabemos conquistar a amizade deles sem sermos um GPS automotivo, o tempo todo os direcionando, falando o que devem fazer? Seus filhos a tem como amiga? 

Está aí um desafio pra você como mãe que pode vencer com um grande exemplo! O da verdadeira amizade, exemplo real, vivo, através do Senhor Jesus. 

Dê o primeiro passo, esteja presente, se interesse pelas coisas que eles fazem, aprecie as qualidades que possuem as fortalecendo fazendo com que despertem para o poder que há no melhor que possuem.  Da mesma forma como o Senhor Jesus que não se relacionou com as pessoas baseado nas emoções boas ou ruins, que são passageiras, mas no verdadeiro amor que está acima de tudo, comece agora mesmo a conquistar a amizade de seus filhos.



24 de fev de 2015

QUEM PERDE QUEM GANHA QUEM VENCE




Quando a mãe oferece carinho, mesmo quando o filho é indiferente, ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe não se desespera quando recebe uma notícia ruim,  ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe não fica ansiosa, ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe abençoa todos os dias o filho, ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe falha e humildemente aprende para acertar, ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe não olha as circunstâncias que um filho se encontra,

mas permanece focada somente no que Deus por sua fé já está fazendo,

ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe se faz um exemplo com atitudes, ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe confia sem duvidar, ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe não desperdiça oportunidades, até com os menores detalhes,

ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe não vive o problema, mas vive a solução que crê,  ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe tem comunhão com Deus exalando o seu bom perfume,

ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe diz não para as dúvidas e segue em frente, ela ganha e mal perde.

Quando a mãe é indesistível em sua fé, ela ganha e o mal perde.

Quando a mãe luta por seu filho como uma alma, ela ganha, o mal perde e vence.

Não desista! 

Porque a cada dia com a sua fé está escrevendo a grandeza de seu testemunho.

Fiel é quem fez a promessa.