23 de set de 2012

POR QUE MEU FILHO NÃO É IGUAL AO DA VIZINHA?


 
 
Meu filho completou recentemente 23 anos de idade.  Ainda me vejo suspirando pelos cantos,  juntando os brinquedos deixados pelo chão e me perguntando: Quando é que ele vai crescer?  O tempo passou e ele cresceu. Não temos mais brinquedos pela casa como antes, e agora me vejo fazendo outra pergunta: Por que ele cresceu tão rápido?

Quando o Ginho nasceu (esse é o seu apelido), um tempo depois o levaram para que eu o amamentasse, reparei que ele era diferente.Imediatamente olhei para o lado e sem nenhuma vergonha pensei: "Porque meu filho não era como o da minha vizinha de quarto?"

Acredito que não consegui disfarçar para ela o que estava sentindo, pois, no exato momento em que acabei de ter esse pensamento, ela, que estava  segurando o seu bebê  tão bonito, me olhou com compaixão e disse: "Não se preocupe, quando ele crescer, vai ficar bonito".  No momento eu fiquei feliz, mas, depois, eu fiquei indignada... Como uma pessoa poderia se atrever a chamar meu filho de feio?

O que quero dizer com essa pequena história que vivi, é que analisando a situação friamente, quando uma mãe despreza seu filho por não estar dentro do padrão que se espera, muitas vezes,  o xingando de viciado, vagabundo,  dizendo que ele é um ninguém ou mesmo, o chamando de feio, ainda que seja uma realidade do momento, ela sem se dar conta, está dando espaço para que outros façam o mesmo.
 
Nenhuma mãe ou qualquer outra pessoa, deveria  amaldiçoar a outra.

Nós como mães, não podemos enterrar nossas cabeças na areia para não vermos o que nossos filhos estão fazendo de errado porém, se nós não os valorizarmos, quem o fará?
 
Depois que aprendi a lição tudo ficou mais fácil. Meu filho cresceu e se tornou um homem lindo! E sua maior beleza é a de seu interior, pois é um homem de caráter, temente á Deus, um ótimo filho.
 
Nosso amor por nossos filhos tem que ultrapassar a barreira do físico e chegar ao amor da fé. É por isso que o propósito de orarmos por eles é tão importante. Porque nossas orações os farão se transformarem por dentro, pois ,o exterior importa pouco ou mesmo nada.

Se hoje seu filho não é o filho de seus sonhos, não se dê por vencida. Faça a sua parte e creia que as coisas vão mudar. Temos que agir como Deus, ele odeia o pecado, mas, ama imensamente o pecador.

Sempre juntas em oração.      


Ana Claudia Brito – Madre En Oración Mexico
 
 

 

2 comentários:

Claudinéia disse...

Olha seu filho hoje é um rapaz muito bonito, Deus o abençoe!!!

Claudinéia

C Mansur disse...

Usar o poder da palavra para abencoar o filho e o poder da oracao...Nao existe ninguem igual a ninguem somos unicos e especiais :-D :-D