12 de fev de 2012

A VIZINHA



Em uma cidade existia uma mulher que morava sozinha, e tinha como vizinhos um casal de idosos. Então esta mulher lavava as roupas, e as colocavam em seu varal e a senhora idosa, lá de dentro da casa dela, olhava as roupas no varal, e dizia ao marido dela:

- Olha, como aquela vizinha é desmazelada, as roupas dela, ela lava e ficam todas sujas!

E o senhor sentado em sua cadeira de balanço, ficava quieto e não fazia comentários sobre aquilo ali. Então, a vizinha tornou a lavar as roupas e colocá-las no varal, e a senhora sentada na cadeira de dentro da casa dela, comentou novamente com o senhor:

Olha! Aquela vizinha é muito porca, ela lava as roupas e ficam todas sujas, como que pode ser assim?

E o senhor sempre lendo seu jornal, preferia não comentar.
Um dia, o senhor indignado com sua esposa, levantou-se mais cedo. A senhora nem perguntou o por que.
Então a vizinha, lavou todas as roupas brancas, e deixou-as limpas, como nunca, e a senhora sentada em sua cadeira fazendo tricô,  o senhor lendo o jornal, foi quando a senhora comentou espantada:

Olha, parece que a vizinha fez algum curso para aprender a lavar as roupas, ou então alguém lavou as roupas pra ela, as roupas estão tão branquinhas.

O senhor levantou-se colocou o jornal em sua cadeira e disse para a senhora:

Não foi a vizinha que fez curso, e ninguém lavou as roupas dela, hoje quando levantei mais cedo, eu lavei as janelas daqui de casa...
 
E não é assim?

É sempre mais fácil sentarmos em nossa cadeira e observar o que está acontecendo na vida de outras pessoas. Algumas vezes, as coisas estão acontecendo e ficamos olhando para o alvo errado. Claro que é sempre mais fácil acreditar que outras pessoas são culpadas pela situação difícil que estamos vivendo.

Culpar outras pessoas pelo que está acontecendo com você ou com sua família não é a maneira mais correta para se sair vitorioso de uma luta. Principalmente nós como mães,  corremos muito esse risco, de sempre acharmos que nossos filhos são os melhores, e que a culpa de estarem  errando é sempre das pessoas com que eles estão andando.

É claro, existem companhias que são más influencias, por isso devemos sempre aconselhar nossos filhos a se distanciarem  deles. Porém, se nossos filhos são tão melhores do que os outros,  porque eles não os influenciam e são os influenciados?

Cuide para  não julgar outras pessoas, enquanto o erro pode estar justamente em você, cuide também para que suas atitudes de julgamento não venham  machucar ou distanciar de você, pessoas que podem ser enviadas por Deus para estar ao seu lado.

Nossos filhos não são perfeitos e algumas vezes, o excesso de carinho, de cuidado podem ser prejudiciais para eles. Mas, limpar nossa janela para enxergar as qualidades das pessoas que estão ao lado pode ser o primeiro passo para começarmos a percorrer o CAMINHO certo.

Orando sempre.
 
Marilene Cardozo


Nenhum comentário: