26 de dez de 2011

ANTES DE TUDO



Quantas batalhas ainda têm que vencer, mais tudo que plantamos generosamente vamos colher com frutos saborosos. 

Estava lendo algo muito interessante e que me chamou atenção diz assim: “ANTES DE TUDO” exorto que se use a prática de súplicas e orações. Muitas vezes,  até conhecemos o caminho, mas a prática se perde quando deixamos o problema absorver nossa emoção, ficamos tão cegas que ainda ouvindo bons conselhos e orientação faz apenas o que está diante do nosso nariz, e sempre é o que queremos ver, pois no momento da dor nada nos preenche nada nos dá força para agir da maneira correta.

Não há limite para uma mãe assustada, desesperada por resolver uma situação, todas as armas ela usa, mas esquece da sua força interior que somente estando em razão se condiciona a enxergar que é em vão a sua força física.

Quando me dei conta do quanto é importante à oração antes de tudo, criou-se dentro de mim uma confiança tão grande que já não me abalo, esse livro é como um tesouro, só de colocar as mãos nele já renova meu dia.

As pequenezas, nas coisas que não me agrada passaram a ser nada diante da força e segurança quando oro e entrego tudo nas mãos de Deus. E,  assim como eu, minhas amigas tem gerado dentro de si esses filhos adotivos que nos anima cada semana clamar por cada um deles, pois temos a certeza que Deus está agindo e trazendo para cada família um motivo especial de lutar por nossos filhos.

São batalhas diárias, pois nada acontece de um dia para outro, nenhuma de nós somos magicas, mas a força da reação de cada mãe uniu em espirito a nossa fé e essa corrente anda pelo Brasil e pelo mundo propagando que quando uma mãe ora seu filho ficam permanece de pé. Muitas vezes,  aparentemente parece pouco, mas quem está vivendo problemas sabe que a luz que está entrando é suficiente para uma grande vitória que se aproxima.

Desistir nunca! Tudo coopera para nosso bem e somos mais que vitoriosas. Nessa força vamos continuar no ano que se fará um novo começo, o bem está em nós, pois não temos nenhum sentimento contrário  que nos culpe, se antes erramos, hoje ANTES DE TUDO oramos, e o que ficou para trás são lembranças de um passado morto, pois a oração reviveu nosso interior e ressurgiu uma mãe pronta para VENCER no ano da benção.

Caminhando na Oração,

Carlinda

 

Um comentário:

Anônimo disse...


Estava acontecendo isso comigo sei qual a decisão certa porém, deixo a emoção florar em mim mas depois que li esse link abriu os meus olhos e determino a partir de agora mudar minha posição e ser uma mãe que Deus quer que eu seja;Muito grata por escrever isso abs.